Psicodélico: Abril 2012

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Pot in Rio – O festival da Maconha


No próximo dia 29 de abril acontece o Pot in Rio, o primeiro evento do gênero no Brasil e se insere na proposta de trazer informações atualizadas sobre o universo cannábico em suas mais difererentes linguagens, através da música, da arte e de todos os aspectos de sua sua filosofia para aficcionados no também como pessoas interessadas no avanço da discussão política sobre a controversa planta.
PROIBIDO PARA MENORES DE 18 ANOS!
Contaremos com : Stands, Palestras , Oficinas, Shows , Djs , Quiz Cannábico, atividades artisticas, capacitações etc.
.Quiz cannábico com premiação pro POTHEAD do ano!!
.Oficina de cultivo : Sergio Vidal
.Oficina de ativismo na internet : Hempadão – ano III
.Oficina de hidroponia : Homem Planta-CA
.Oficina de iluminação em led’s : Gauss
.Oficina de extração de óleos: Homem Planta-CA
ESPAÇO PROFESSOR RAPHAEL MECHOULAM:
-JOÃO MENEZES : neurocientista
-SIDARTA RIBEIRO :Chefe de laboratório do Instituto Internacional de Neurociências de Natal
.RENATO MALCHER: Neurocientista e autor do livro “Maconha, Cérebro e Saúde”.
entre outros…
ESPAÇO ANDRÉ BARROS :
.André Barros, mestre em direito penal e advogado da marcha da maconha(homenageado)
.Cristiano Alves da Silva Pinto,”Pintão” vereador (PMN-BA)
.Erick Torquato Brnorml
ENTRE OUTROS CONVIDADOS!
LIVROS:
.Sergio Vidal, Antropólogo/escritor : introdução ao cultivo indoor
.Dennis Russo Burgierman autor do livro “Guerra as drogas”
.Mário Márcio Pelajo lançando “canábis Anonymous”
Artivismo com :
. Márcio Pxe (grafite ao vivo)
. daniel Disaró, o Vela – weedesigner (Santos)
. Equipe de reportagem do Hempadão
Música:
.Seu Zeba
. Saulo Catharino (Black 21)
. DJ Nobru (Black 21)
. Reggay420/SP
.Cannabis Clubbes
.Rádio LEGALIZE!
.Mc Beleza
.Dj Orlandi ( Psytrance OldSchool)
espaço James Franco de vídeos!
.EXIBIÇÃO de trabalhos inéditos e do piloto da série Mou e Manda…em busca dos tricomas dourados!!!(2011)
. Apresentações surpresas!!!
Passaporte:
Ao comprar o passaporte Pot in Rio, você ganha automaticamente um kit exclusivo com:
.Camisa “PIR”
.Chaveiro-cordão “PIR”
.Livro Cannabis Medicinal – Introdução ao cultivo indoor
.Adesivos | Sedas
E ainda concorre a brindes !!!
.VALOR DO PASSAPORTE: 50,00
…e não esqueça….É PROIBIDO PARA MENORES DE 18 ANOS!!!!
Os pontos de venda do Passaporte.
La Cucaracha
Rua Teixeira de Melo 31 lj H – Ipanema
Tel 21 2522.0103 // www.cucaracha.com.br
Ultra 420
Rua Francisco Otaviano 67, Loja 48 – Arpoador
Tel 21 2267.1644 // www.ultra420.com.br
. O local do evento será divulgado mais adiante
* O evento Pot in Rio não incentiva o uso de substãncias proibidas em suas dependências RESPEITANDO a decisão do STF que libera a marcha da maconha e AS MANIFESTAÇÕES PACÍFICAS QUE ALIMENTAM O LIVRE DEBATE E A TRANSPOSIÇÃO DE INFORMAÇÕES QUE VISAM A REDUÇÃO DE DANOS do indivíduo e da sociedade em que ele está inserido.
Pot in Rio…todos numa direção!!!!

terça-feira, 24 de abril de 2012

segunda-feira, 23 de abril de 2012

A Sálvia Divinorum


Arte de Luke Brown sobre os efeitos da SáviaExistem diversas espécies de Sálvia, porém, a única considerada como planta mestra-professora é a Salvia Divinorum. Também conhecida como Maria Pastora pelas tribos indígenas mexicanas e Diviner's Sage pelas tribos americanas. Sua substância ativa chama-se Salvinorin A. Não é uma planta para ser usada como recreação, apesar disto, nos EUA vem sendo chamada de "nova maconha", pois pela ilegalidade e dificil acesso à cannabis, os jovens recorrem a Sálvia.

Planta que nos remete a experiências visionárias. Atualmente é utilizada para meditação e exploração da mente humana, seu real sentido de existência e projeção astral. É considerada uma das plantas alucinógenas mais poderosas. Tenta-se muitas vezes comparar os efeitos da Sálvia Divinorum com LSD, porém, pesquisas atuais sobre o efeito da salvinorina no organismo revelaram que esta, além de não ser uma substância que leva à dependência, apresenta propriedades antidepressivas, analgésicas.

Sávia Divinorum

Alguns sentimentos podem ser comuns em meditações com Sálvia divinorum como: sensações de lugares e presenças familiares, sentimento de revisão da vida, alteração no tempo/espaço, visões de lugares impossíveis (outras dimensões, universos distintos, etc.), sentimento de presença divina ou espiritual, inexplicável volta ao mundo real com um sentimento de segredo, sentir-se parte do todo ou o todo em você, dissolução ou fragmentação da realidade, etc. As experiências são distintas entre si.


A Internet tem mudado radicalmente a forma com que as empresas podem encontrar e se comunicar com os seus clientes. No ambiente online, a Marketing Digital 021 é especializada em soluções personalizadas.
Visite www.marketingdigital021.com :-)

Atriz abandona Hollywood para virar Grower



A atriz Heather Donahue, que ficou famosa em 1999 por estrelar ‘Bruxa de Blair’, não atua mais. Ela agora se dedica a outra atividade: plantar maconha! Segundo informações da revista People, o cultivo tem finalidades medicinais. Heather escreveu inclusive um livro de memórias, batizado ‘GrowGirl: How My Life After The Blair Witch Project Went to Pot’, que mapeia o início de sua nova profissão. 

Em entrevista, a ex-atriz explicou que resolveu ser cultivadora de maconha porque era uma “ávida jardineira” e por isso se tornou uma “garota solitária” vivendo anos na loucura de Los Angeles. 

Heather Donahue defende, em seu site oficial, que a não legalização da planta “é um retrocesso”. “Tem que ser tratada como remédio, indústria e um componente cultural. Está ligada à cultura humana há milhares de anos”, escreveu ela, que preferiu se concentrar na divulgação livro, após um amigo cultivador ser preso pela polícia. Com informações do iG.

Maconha Hidropônica cultivada em casas é quatro vezes mais potente


  • As laranjas fizeram a fama da agricultura da Flórida, mas as plantações que têm chamado atenção nesse estado americano abrigam outro tipo de produto: a maconha hidropônica. Ela é cultivada em tonéis de terra encharcada de água, no interior de casas e apartamentos adaptados para funcionar como estufas, com condições ideais de iluminação e temperatura.

Para acelerar seu crescimento e aumentar os níveis de THC, a substância ativa da droga, usa-se um coquetel de fertilizantes. O resultado é uma maconha com poder alucinógeno até quatro vezes maior que o daquela plantada de maneira convencional. A nova variante da Cannabis se tornou uma mina de ouro para os traficantes da Flórida, já que alcança preços nas alturas – até 15.000 dólares o quilo. Apenas no mês de junho, a polícia de Miami apreendeu 6.828 pés de maconha hidropônica em 120 laboratórios de cultivo caseiro. No ano passado, foram desbaratadas 1 022 estufas clandestinas.

"Somente em junho, foram apreendidos em Miami 6 800 pés da Cannabis ultrapotente em 120 laboratórios caseiros

Muitas vezes a polícia tem dificuldade em prender os donos das plantações porque sua operação é entregue a imigrantes ilegais, que concordam em correr o risco de tocar o negócio em troca de alojar a família nos imóveis. Sua principal tarefa é controlar complexos sistemas de luzes, condicionadores de ar e campos de irrigação que funcionam dia e noite a fim de manter o ambiente ideal para o cultivo da maconha ultrapotente. Para que o alto consumo de eletricidade dos imóveis que abrigam as plantações não chame a atenção da polícia, os traficantes instalam "gatos" que ligam a caixa de luz diretamente à rede elétrica, evitando os medidores. Uma das estratégias da polícia para rastrear as plantações é cooptar como informantes os eletricistas encarregados de fazer as instalações clandestinas.

Um relatório elaborado pelo Centro Europeu de Monitoramento de Drogas em 2004 mostra que os níveis de THC da variante hidropônica da maconha são no mínimo o dobro daqueles da planta convencional. A bióloga Eny Floh, da Universidade de São Paulo, explica o segredo de seu cultivo: "O metabolismo vegetal se altera de acordo com as condições de solo, luminosidade, nutrientes, irrigação e temperatura. Quanto mais intensa a fotossíntese, mais a Cannabis produz o alcaloide tetra-hidrocanabinol, o THC, substância psicoativa responsável pela sensação de euforia". No mundo do crime, drogas mais poderosas significam mais lucro para o tráfico. 

Fonte: Veja

Planet Hemp - Ao Vivo MTV completo




Viva Rio fará campanha defendo a discriminalização !

da coluna da Mônica Bergamo, da Folha SP (p/ assinantes)

UMA IDEIA NA CABEÇA
O movimento Viva Rio fará concurso que selecionará uma agência de publicidade para criar uma campanha defendendo a descriminalização do uso de drogas. A escolhida ganhará R$ 20 mil e não deverá cobrar pelos anúncios.

TRATAMENTO
A ONG defenderá que o consumo abusivo não seja tratado como questão de polícia, para impedir prisões de usuários como traficantes -e de pessoas eventualmente próximas a eles como cúmplices. E não teme que o tema controverso impeça a veiculação da campanha na mídia.

BASEADO NA LEI
Além dos anúncios, será feita uma coleta de 1,3 milhão de assinaturas para apresentar, até março de 2013, um projeto de lei para tentar mudar a legislação sobre drogas no país.

Vários Debates !!!

[ .A Maconha é má?. ]




[ .Debate Folha - Legalização da Maconha. ]




[ .Bate Papo com o Sidarta Ribeiro. ]




[ .A Maconha queima neurônios?. ]




[ .A Maconha causa esquizofrenia?. ]




[ .A maconha vicia? É a porta de entrada??. ]




[ .A mentira continua, mas não por muito tempo!. ]




[.Cultivor é a solução. ]




[.Efeitos da Legalização da cannabis. ]




[ .E se o café fosse proibido?. ]




[ .Maria Karan fala sobre a política de drogas no Brasil. ]




[ .Entrevista com Greg Cooper, usuário de Cannabis Medicinal. ]




Vários Documentários !!!


[ .Cortina de Fumaça: Você precisa ouvir o que eles tem a dizer (2010). ]

O filme “Cortina de Fumaça” coloca em questão a política de drogas vigente no mundo, dando atenção às suas conseqüências político-sociais em países como o Brasil e em particular na cidade do Rio de Janeiro.


Através de entrevistas nacionais e internacionais com médicos, pesquisadores, advogados, líderes, policiais e representantes de movimentos civis, o jornalista Rodrigo Mac Niven traz a nova visão do início do século 21 que rompe o silêncio e questiona o discurso proibicionista.

[ .Parte 1. ]

  
Para assistir o restante do documentário, clique aqui.

[ .Marijuana: A Chronic History (2010). ]


No especial A História da Maconha acompanharemos a trajetória desta droga psicotrópica na América. A maconha é um produto global que nos Estados Unidos produz mais de 36 bilhões de dólares por ano. Enquanto muitos acham que é uma droga medicinal, outros a consideram uma “droga ponte”, que abre caminho para o uso de outras drogas mais fortes. Neste programa será mostrado o paradoxo que existe com relação a esta substância: o governo dos Estados Unidos investiu 100 bilhões de dólares para lutar contra o custo, venda e distribuição da droga, enquanto em 14 de seus estados o uso foi legalizado por razões medicinais.


[ .Parte 1. ]


Para assistir o restante do documentário, clique aqui.



[ .The Union - The Business Behind Getting High (2007). ]
*O Sindicato - O negócio por trás do barato


O comércio ilegal da maconha se transformou num negócio gigante, que movimenta $7 bilhões de dólares anualmente apenas no Canadá. Embora o documentário aborde de forma sucinta os princípios e políticas passadas que classificaram a maconha como "uma droga poderosa e perigosa", apresenta uma pergunta bastante válida. Por quê?


Durante a II Guerra Mundial, o governo americano reverte seu posicionamento e decide que o cânhamo é um importante "commodity". Eclode a Guerra do Vietnã e os protestos iniciados pelos hippies, então o presidente Nixon decide torná-la ilegal outra vez, apesar de todos os estudos médicos afirmarem que ela não tinha efeitos negativos. Atualmente, até o cultivo do cânhamo é ilegal, em que pese o fato de ser ecologicamente correto, e produzir uma vasta gama de produtos: roupas, combustível, papel, comida, oxigênio, sem consumir os recursos fósseis.


Então por que a sociedade gasta 4/5 do seu orçamento anual contra as drogas para manter a maconha longe das ruas? O documentário mostra como os cultivos caseiros se transformaram num negócio multibilionário. Mesmo assim, a sociedade recusa a aceitar seus benefícios naturais e continua a gastar milhões para processar e prender aqueles que a cultivam, vendem ou fumam. O documentário entrevista historiadores, escritores, estudiosos, policiais, representantes do governo, cultivadores e celebridades (Tommy Chong, Joe Rogan, Garota Melancia) dos EUA e Canadá, analisando a causa e efeito da natureza do negócio - uma indústria que pode lucrar mais se permanecer ilegal.


[ .Parte 1. ]


Para assistir o restante do documentário, clique aqui.



[ .GRASS - A verdade que todos deveriam conhecer (1999). ]


Este documentário não realiza apologia ao uso da maconha, mas discute, em termos gerais, quanto um Estado pode interferir na liberdade de escolha e na liberdade de cada cidadão.


Mostra também o porque da maconha - essa simpática planta que costumava crescer na beira das estradas - se tornou o inimigo número um das famílias e "pessoas de bem" enquanto o álcool e o tabaco seguem de vento em popa alimentando uma industria bilionária. Com um fantástico acervo de imagens de arquivo, o filme detalha passo a passo, a saga da Cannabis na América do Norte, desde o tempo em que era um passatempo inofensivo de imigrantes latinos, até a sua satanização completa, às raias de uma guerrilha, expondo os verdadeiros interesses econômicos e políticos por trás do seu banimento. Com narração de Woody Harrelson, notório ativista pró-maconha, o filme não interessa apenas àqueles com as pontas dos dedos amarelados, mas a todos que se interessam por um assunto totalmente atrelado à fatos relevantes de nossa cultura e sociedade.

[ .Parte 1. ]


Para assistir o restante do documentário, clique aqui.


[ .Hampsters: Plant the Seed - em inglês - (2008). ]

O filme segue as aventuras animadas de ativistas a favor (e contra) o movimento pela legalização da planta do cânhamo nos Estados Unidos.Possui Woody Harrelson, Merle Haggard, Willie Nelson, e um conjunto de fazendeiros, políticos, empresários, e leigos que buscam a verdade sobre essa misteriosa fábrica e demonizado.








[ .Parte 1. ]

Para assistir o restante do documentário, clique aqui.

[ .Run From The Cure: A Rick Simpson History (2000). ]


Depois de um serio ferimento na cabeca em 1997, Rick Simpson procurou alivio da sua condicao medicinal atraves do uso de olho de maconha(Hemp Oil).Quando Rick descobriu que o óleo de maconha (com sua alta concentracao de THC) havia curado cancer e outras doenças, ele tentou dividir isso com o maximo de pessoas possível sem cobrar nada, curando e controlando literalmente centenas de pessoas, inclusive um homem com câncer em estado terminal.


[ .Parte 1. ]


Para assistir o restante do documentário, clique aqui.


[ .Waiting to Inhale: Marijuana, Medicine and the Law (2005). ]



O documentário explora a batalha entre pacientes, médicos, ativistas e o governo dos EUA pela legalização da cannabis medicinal. Esperando para Fumar leva o expectador dos clubes maconheiros alternativos à Suprema Corte dos EUA; dos laboratórios científicos em Israel ao jardins de maconha legalizados em Londres. Inclui a participação de líderes, peritos e pesquisadores no assunto de todo o mundo, em ambos os lados da controvérsia sobre os potenciais terapêuticos da cannabis. Nos EUA, 13 Estados aprovaram medidas em favor da cannabis medicinal. Entretanto, o cultivo e a posse, por qualquer razão, permanecem ilegais pela lei federal. Pode-se acompanhar a batalha da perspectiva daqueles que serão os maiores afetados pelo resultado final, e examina as decisões subjetivas de quem tem acesso garantido ao tratamento. Este filme não serve como propaganda de uma opinião ou de outra, mas foca em estórias reais e na luta de pessoas de posições opostas deste espectro provocativo. Acima de tudo, Esperando para Fumar abre nossos olhos para a situação única de indivíduos envolvidos em um conflito cujos resultados podem definir o limite entre a vida e a morte.


O documentário também mostra com exclusividade o primeiro estudo científico de larga escala com maconha medicinal nos últimos 30 anos, realizado na Universidade da Califórnia em São Francisco. Esta pesquisa revolucionária, liderada pelo Dr. Donald Abraham, testa a eficácia da cannabis em aliviar a dor para pacientes com HIV e câncer e adiciona uma excitante nova dinâmica ao debate sobre a legalização. Jed Riffe vai fundo, entrevistando o Dr. Abraham e pacientes participantes do estudo.


[ .Parte 1. ]


Para assistir o restante do documentário, clique aqui.


[ .Magic Weed: The Truth About Cannabis Sativa - em inglês -  (2003). ]

The Magic Weed mostra alguns traços da história da planta Cannabis, que tem uma história de dez mil anos na cultura humana. Com suas origens na China, seus usos variaram de medicina, vestuário, Era, estoque de alimentação, e claro, recreio. Também foi explorada neste documentário é a relação com a América do cânhamo, incluindo a sua proibição durante os anos 1920.

[ .Parte 1. ]



Para assistir o restante do documentário, clique aqui.


Maior farmácia de venda de maconha do mundo arrecada US$ 22 milhões ao ano



"Rainha dos Sonhos", "Alienígena" e "Copa Cabana" são uma das variedades de maconha traduzidas para o português, que estão entre os medicamentos à venda nas prateleiras da Harborside Health Center, uma farmácia que vende maconha para pacientes que se utilizam da Cannabis para fins terapêuticos. Segundo Steve DeAngelo, diretor executivo da Harboside, existem 104 mil pacientes cadastrados.

Os nomes curiosos estão nas etiquetas de 60 variedades de maconha, ou "medical cannabis", num grande galpão transformado numa loja de iluminação natural, piso de madeira clara e um cheiro de terra molhada.

"Queríamos criar um ambiente no qual o paciente possa sentir que isto é normal, apenas uma loja a mais que ele vai ao longo do dia. Não precisa ser rastafári ou punk rock para se sentir confortável aqui", explica DeAngelo.

A Harborside, empresa sem fins lucrativos fundada em 2006, é o maior estabelecimento de venda legal de maconha do mundo, com faturamento anual de US$ 22 milhões (R$ 40 milhões).
Também oferecem cursos gratuitos de como plantar seu próprio medicamento, aulas de ioga e grupos de apoio para dependentes de álcool, tabaco e até mesmo maconha.

"Dirijo duas horas para vir até aqui e não me importo, é como uma Disney para quem gosta de fumar", disse um rapaz de 34 anos, esperando para ser atendido. "Uso para relaxar, sou muito estressado", afirmou.

Na Califórnia, assim como em outros 15 Estados, o uso da droga é legalizado com recomendação médica, facilmente obtida em consultórios especializados, após o pagamento de taxas de até US$ 110 e uma breve entrevista. Além do governo federal ainda considerar a droga ilegal, as leis estaduais são tão confusas e variadas que praticamente todos os plantadores e vendedores operam num limbo jurídico perigoso, à espera de uma batida policial a qualquer momento.

A Harborside paga mais de US$ 3 milhões em impostos para o Estado e para Oakland, embora seja considerada pela Receita Federal uma organização criminosa de tráfico de drogas. Em outubro, recebeu do órgão uma conta de US$ 2,5 milhões de impostos atrasados.

"Não estou ficando rico, faço isto por amor à causa", disse DeAngelo, que abriu uma ação na Justiça contra a Receita e pode ser obrigado a fechar as portas se perder. "A gente arrisca e espera que no final tudo dê certo."

DeAngelo, ativista da planta desde os 16 anos, é também membro-fundador do Americans for Safe Acess, maior grupo nos EUA de defesa do uso terapêutico e científico da maconha.

No final de 2011, estrelou um reality show da Discovery, a ser exibido neste ano no Brasil, no qual mostra o dia a dia na loja e seus pacientes, desde sua mãe que sofre com artrite e até um pai conservador que busca ajuda para seu filho epilético de quatro anos.

A Harborside gasta US$ 14 milhões por ano em compra de maconha, de cerca de 1.000 plantadores na Califórnia. "Rejeitamos 90% do que nos é apresentado. Não porque é ruim, mas porque podemos escolher o melhor do melhor. Estamos no epicentro do cultivo", diz.

domingo, 22 de abril de 2012

MARIJUANA COMO O SACRAMENTO CRISTÃO




De acordo com Jack Herer em O Imperador Está Nú ou Tudo Que Você Sempre Quis Saber Sobre Marijuana Mas Não Foi Ensinado Na Escola, "Os Essênios, uma cabalística patriarca/profética/curadora divisão do Judaísmo datando de antes da era dos Manuscritos do Mar Morto, usavam maconha, assim como a Theraputea do Egito, de onde tiramos o termo 'Terapeutico'."

A Theraputea do Egito eram Judeus asceticos que duelaram perto de Alexandria e descritos por Philo (1º século a.C) como devotados à contemplação e meditação. Alexandria é onde São Marcos é tradicionalmente louvado(held) por ter estabelecido a Igreja Copta em 45 A.D.
AIgreja Copta foi negligenciada por estudiosos ocidentais apesar de sua significancia histórica. Isso aconteceu devido aos vários preconceitos e interesses da Igreja Católica que clamava a Cristandade para sí própria. O resultado é que para a Igreja Copta sobrou muito pouca história. No entando é assumido que os serviços religiosos Coptas tem suas raízes nas antigas camadas do ritual Cristão em Jerusalém e é sabido que a Igreja Copta é de origem anciã voltando ao tempo das primeiras comunidades Cristãs e até antes.

A tradição estata que "Copta" foi derivado de "Kuftaim", filho de Mizraim, um neto de Noé que primeiramente se assentou no Vale Nilo, na vizinha de Tebas, a capital anciã do Egito.

 

Um dia Tebas já foi a maior cidade no mundo e a história recorda que por 2200 a.C. o Egito inteiro foi unido sobre um príncipe Tebiano. O esplendor de Thebesera conhecido por Homer, que chamava-a de "A cidade com centenas de portões". (Richard Schultes estata que na Antiga Thebes, marijuana era transformada em um drinque.)

De acordo com E.A Wallis Budge em A Divina Origem do Herbalista, página 79, "Os Coptas, ou seja, os Egípcios que aceitavam os ensinamentos de São Marcos no primeiro século da nossa Era, e abraçaram a Cristandade, parecem ter evitado a ciência médica como foi ensinado pelos físicos da famosa Escola de Medicina de Alexandria, e terem se contentado com os métodos de cura aplicados por seus antecessores."

Os Essênios foram uma seita ascetica relacionada de perto com a Therapeuta que tinha estabelecido uma ordem monástica no deserto fora da Palestina e eram conhecidos como curandeiros espirituais. Tem sido sugerido que ambos, João Batista e Jesus, talvez tenham feito parte da seita Essênia ao passo que eram ambos fortemente dependentes dos ensinamentos Essênios. As escrituras não fazem nenhuma menção da vida de Jesus da idade de 13 aos 30 anos. Certos teólogos especulam que Jesus estava sendo iniciado pelos Essênios, a última fraternidade a manter vivas as anciãs tradições dos profétas.

Todo proféta, independente de sua grandeza, deve ser iniciado. Seu mais alto Eu deve ser acordado e feito consciente para que a sua missão possa ser cumprida. Entre os rituais Essênios, os de purificação precediam a maioria dos ritos liturgicos, o mais importante entre eles era a participação em uma refeição sagrada – uma antecipação do banquete messianico.

 

Durante o mundo ancião, o sacrifício era uma refeição em conjunto envolvendo a idéia de Deus como um participante na refeição ou como um idêntico com a comida consumida. O sacrifício em conjunto era um em que o divino habita na oblação para que os adoradores realmente consumam o divino. O motivo original do sacrifício foi de um lado um esforço voltado para a comunhão entre os membros de um grupo, e entre eles e seu deus, de outro.

No seu melhor, sacrifício era um "sacramento" e de uma forma ou de outra, a própria vida.
O foco central da igreja Cristã primitiva era a Eucaristia ou o "corpo e o sangue" do Senhor. Isso foi interpretado como uma refeição em sociedade com o Cristo ressuscitdado. Ao conhecer o Um Ressuscitado na refeição Eucaristica a comunidade Cristã tinha a expectativa do Reino de Deus e da salvação. Cristo comunicava a vida aos seus discipúlos através da Eucaristia ou sacramento Cristão. Cristo disse ao descrever o sacramento, "Pegue, coma, este é o meu corpo, este é o meu sangue. Fazei isto em memória de mim." (I Coríntios 11:24-25)
O batismo é definido como o sacramento Cristão usado na purificação e no renascimento espiritual do invivíduo. I Coríntios 10:1 deixa claro que a nuvem de fumaça de incenso estava diretamente relacionada com o batismo. I Coríntios 10:1 "Além do mais, I-rmãos, não quero que ignoreis, que os nossos pais estiveram debaixo da nuvem, e todos atravessaram o mar; 2 todos foram batizados diante de Moisés na Nuvem e no mar; 3 E todos comeram do mesmo alimento espiritual; pois eles beberam daquela Pedra Espiritual que os seguia: e aquela Rocha era Cristo."
Na história Bíblica da Criação, Deus disse, "Eis que eu vos dou toda erva que dá sementes e para ti isso servirá de comida." (Genesis 1:29). Marijuana é tecnicamente uma erva e foi considerada um alimento espiritual no mundo ancião.Uso de Alucinógenos por Richars E. Schultes e Albert Hoffman) Dessa passagem de Coríntios nós vemos que a nuvem espiritual resultante do queimar de incenso foi instrumental no batismo dos Israelitas. Esse batismo é também comparado com o "comer e beber" do espírito de Cristo. Espírito é definido como a essência ativa da Divindade servindo como um invisível e vivificante ou inspirador poder em movimento.
As Escrituras deixam abundantemente claro que a nuvem ou fumaça sacrificial continha o Espírito de Deus (Cristo) e era instrumental em inspirar, santificar, e purificar os patriarcas.
Em Números 11:25 a nuvem resulta no Espirito descansando sobre Moisés e os setenta Anciões. Essa passagem indica que eles profetizaram em extase. "Profecia" é definido como segue: expressar ou anúnciar por ou como por inspiração divina; falar por Deus ou divindade; dar instruções em aspectos religiosos.
Ao decorrer da Bíblia Sagrada, profetas de Deus falaram como se fossem movidos pelo Espírito Santo. A nuvem de fumaça queimante de incenso continha o espírito e era instrumental em trazer as revelações espírituais dos profetas. No mundo ancião marijuana era usada para revelar o futuro. As virtudes da marijuana incluem facilidade de discursar e inspiração de poderes mentais. "Psicoativo" é definido como afetador da mente ou do comportamento. Quando nós da Igreja Copta de Sião pensamos sobre mente ou comportamento nós pensamento naquela íntima essência ou elemento que constitui o indivíduo. Isto é o espírito da pessoa. Nós somos todos seres espirituais. É tão importante manter a parte espiritual de uma pessoa saudável quanto é manter o corpo fisíco saudável, e de fato eles estão relacionados. Por conseguinte marijuana e sua relação com alimento espiritual.
No Apócrifo (Livro dos Jubileus), Capítulo 10, Deus diz para um anjo que ensine a Noé as medicinas que curam e protejem dos maus espíritos. Certamente Deus ensinou Noé sobre a marijuana. No mundo ancião marijuana teve um importante papel na purificação e proteção de más influências.

 

Note o seguinte que concerne à transfiguração de Cristo. São Mateus 17:1 "Seis dias depois, Jesus tomou Pedro, Tiago e João seu irmão, e conduziu-os à parte alta de uma montanha. 2 Lá se transfigurou na presença deles: e seu rosto brilhou como o sol, e suas vestes eram brancas como a luz. 3 E eis que aparecetam diante deles Moisés e Elias conversando com ele. 4 Então tomou a palavra Pedro, e disse-lhe: "Senhor, como é bom estarmos aqui. Se queres, deixe-nos fazer aqui três tabernáculos; um para ti, um para Moisés, e um para Elias." 5 Enquanto ele ainda falava, veio uma nuvem luminosa e os envolveu; E da nuvem fez-se ouvir uma voz, que dizia: "Eis o meu amado filho, em quem pus toda minha afeição; Ouvi-o"."

O Dicionário Bíblico de John McKenzie, página 898, diz ao que concerne a transfiguração, que a nuvem e a fórmula da expressão do Pai é derivado do batismo de Jesus.

Ele diz que a mudança descrita na aparencia de Jesus sugere a mudança que está implícita nas narrativas de ressureição.

Alguns dos sinônimos para transfiguração são transformação, metamorfose, transubstanciação, e avatar. Estes termos indicam as mudançam que acompanham a ressureição ou endeusamento. Em todo o mundo, lendas de homens celetes que conseguem a elevação, em um estado de perfeição remontam a uma era anterior à seres humanos terem se separado das fontes divinas. Por conseguinte os deuses eram seres que uma vez foram homens, e a raça atual dos homens irá com o tempo se tornar deuses. Cristo revelou isto para os homens de seus tempo quando ele disse a eles para quem a palavra de Deus veio, "Vós sois deuses" (São João 10:34).

São Mateus 17:2 diz que durante a transfiguração de Cristo que sua face brilhou como sol. A face de Moisés também brilhou quando ele retornou da nuvem no Monte Sinai (Exôdo 30-34 

O semblante luminoso é o resultado de suas ressureições, de seus seres espiritualmente iluminados na nuvem de fumaça de incenso. Muitas pessoa estão sobre a impressão de que Cristo batizava com água. Como você pode ver da seguinte explicação de João Batista isso não é verdade. João Batista batizada com água e Cristo batizava com fogo.

São Mateus 3:11 "Eu de fato vos batizo com água em sinal de penitência; mas aquele que virá depois de mim é mais poderoso que Eu, cujos sapatos não sou nem digno de carregar, ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo."

É simplesmente lógico que este batismo com o Espírito Santo e com Fogo está relacionado ao batismo de Cristo na abrasante nuvem de fumaça de incenso e ao batismo dos patriarcas no qual os patriarcas todos comeram do mesmo alimento espiritual (incenso). Na seção que trata do "Espírito Santo" a Enciclopédia Britânica estata que escritores Cristãos tem visto em várias referências ao Espírito de Yaweh no Velho Testamento uma antecipação da doutrina do Espírito Santo. Também diz que o Espírito Santo é visto como o agente principal da restauração do homem ao seu estado natural através da comunhão no corpo de Cristo e, desta forma, como o princípio de vida na comunidade Cristã. Os patriarcas eram receptores de uma revelação vinda diretamente do Espirito (incenso) e isso era expressado no engrandecimento e enlargamento de suas consciencias. Fica claro através das Escrituras que essa dimensão espiritual foi também evidente na vida de Jesus, no qual a experiencia dos profetas Hebreus foi renovada.

Através da Eucaristia Cristo passava esta dimensão espiritual para seus apóstolos. Um dos apóstolos faz até menção em Filipenses 4:18 de um sacrifício de suave perfume que é agradável a Deus.

Cristo compara este batismo ao beber de um cálice. São Marcos 10:38 "Mas Jesus disse a eles, Não sabeis o que pedis: Podeis vós beber do cálice que eu bebo? E ser batizado no batismo em que eu sou batizado?" 

Este cálice é referido como o cálice da salvação em Salmos 116:12.

Salmos 116:12 "Mas, que poderei retribuir ao Senhor por tudo o que êle tem me dado? Erguerei o cálice da salvação invocando o nome do Senhor." É chamado de o cálice de bênção em conexão com a eucaristia.

1 Coríntios 10:16 "O cálice de bênção, que benzemos, não é a comunhão do sangue e do corpo de Cristo? 17 Uma vez que, embora sendo muitos, somos um só pão, e um só corpo; pois comungamos todos nós do mesmo pão." Aqui nós vemos uma conexão entre o cálice de bênção e a comunhão do sangue de Cristo. O Sangue é a substância vivificante do ser vivente. Cristo comunicava a vida aos seus discipulos através da Eucaristia ou sacramento Cristão.

Em I Coríntios 10:16 nós vemos a menção do pão como a comunhão do corpo de Cristo e que somos todos comungadores de um mesmo pão. Este é o pão ou alimento espiritual usado por Cristo e seus discipulos. (Um sinônimo para a Eucaristia ou o Corpo e Sangue do Senhor é o pão da vida.) É interessante notar que a marijuana de melhor qualidade na Jamaica é chamada de pão do Cordeiro.

1 Coríntios 12:13 "Pois por um só Espírito fomos batizados formando um só corpo, sejamos nós Judeus ou Gentis, sejamos nós escravos ou livres; fomos todos feitos para beber formando um Espírito.

1 Coríntios 11:25 "Do mesmo modo ele tomou o cálice, após ter ceado, dizendo, Este cálice é o Novo Testamento em meu sangue: todas as vezes que o beber, fazei em memória de mim. 26 Assim todas as vezes que comeis deste pão e bebeis deste cálice, lembrais a morte do Senhor até que ele venha. 

Se estas passagens forem comparadas com 1 Coríntios 10:1-4, fica claro que o "comer do um pão" é o mesmo que os patriarcas "comendo o mesmo alimento espiritual" e "bebendo de um Espírito" (o cálice) é o mesmo que os patriarcas "bebendo da Rocha Espiritual que os acompanhava: e aquela Rocha era Cristo." Ao fazer estas comparações nós vemos que a terminologia da Eucaristia está diretamente relacionada à esfumaçante nuvem de incenso usada no batismo de Cristo e dos patriarcas.

É interessante notar que fumar era referido como "comer" ou "beber" pelos antigos Indios Americanos. Peter J. Furst em Alucinógenos e Cultura estata o seguinte: "Considerando seu enorme extendimento geográfico nas Américas na época do descobrimento Europeu, assim como a provavel era de cachimbos de tabaco feitos de pedra na California, o inalar (frequentemente chamado de "beber" ou "comer") da fumaça do tabaco pelo Shaman, como um resultado para desinfecção terapeutica e o alimentar dos deuses com fumaça, deve também ser de consideravel antiguidade."

Em Lícitas e Ilícitas Drogas, página 209, o seguinte é colocado:

"Colombo e outros antigos exploradores que o acompanharam ficaram impressionados ao conheçer Índios que carregavam rolos de folhas secas nas quais eles tocavam fogo – e os quais "bebiam a fumaça" que emergia dos rolos. Outros Índios carregavam cachimbos nos quais eles queimavam as mesmas folhas, e dos quais eles similarmente "bebiam a fumaça".

A Enciclopédia Britânica estata na seção de "Sacrifício" que a interpretação de sacrifício e particularmente da Eucaristia como sacrifício variou enormemente dentro das diferentes tradições Cristãs porque a terminologia de sacrifício na qual a Eucaristia foi originalmente descrita se tornou estranha para pensadores Cristãos. 

Nós da Igreja Copta Etípote de Sião declaramos que o verdadeiro entendimento da Eucaristia foi passado para frente de geração à geração de forma que nós estamos aptos a dar uma precisa interpretação da terminologia do sacrifício usada para descrever a Eucaristia. Nós mostramos, usando a história e passagens Bíblicas, que a terminologia está diretamente relacionada ao queimar da fumaça de incenso. Nós mostramos que o "comer" ou "beber" contidos na terminologia no que concerne a Eucaristia está associado a inalação de fumaça. Nós mostramos que marijuana era usada como incenso e que era a planta espiritual número um do mundo ancião.

Nós da Igreja Copta Etíope de Sião declaramos que o cálice com que Cristo batizava seus discípulos junto com o batismo do Espírito Santo e do Fogo era de fato um cachimbo ou chillum no qual marijuana era fumada. Este é um cálice sem fundo e assim que fica vazio é preenchido novamente e passado em um círculo. Existe uma figura deste cálice abaixo, assim como na capa. Como o cachimbo dos antigos Índios Norte-Americanos, este cálice era um altar portável. Cristo era o Pai da doutrina da Eucaristia, que é a comunhão que Jesus deu ao seus irmãos(brethrens). Jesus ensinou que a comunhão é seu corpo e seu sangue. Jesus não estava falando de Seu corpo ou sangue físico. Ele estava falando de Seu corpo espiritual e de Seu sangue espiritual que era a comunhão de sua igreja sagrada. A ceia que Jesus celebrou com seus discípulos "na noite em que foi traído" (1 Coríntios 11:23) inaugurou o alimento celestial que era para ser continuado. 

1 Coríntios 11:23 "Eu recebi do Senhor o que vos transmiti, que o Senhor Jesus na noite em que foi traído, tomou o pão; 24 e depois de ter dado graças, partiu-o e disse: "Tome, coma, este é o meu corpo, que é partido por vocês, fazei isto em memória de mim"; 25 Da mesmo maneira ele tomou o cálice, que havia sido usado na seia, dizendo: "Este cálice é o Novo Testamento em meu sangue; todas as vezes que o beberdes, fazei isto em memória de mim"; 26 Assim, todas as vezes que comeis deste pão e bebis deste cálice lembrais a morte do Senhor, até que ele venha."; 27 Portanto, todo aquele que comer o pão ou beber o cálice do Senhor indignamente, será culpável do Corpo e do Sangue do Senhor.; 28 que cada um se examine a si mesmo, e assim coma deste pão e beba deste cálice.; 29 Pois aquele que o come e o bebe sem distinguir o Corpo do Senhor, come e bebe a sua própria condenação."

Cirsto disse, "Fazei isto em memória de mim." Aqui a união original do homem com Deus é restaurada. Em geral a recepção do Espírito Santo está conectada com a verdadeira realização, a experimentação interna de Deus. Marijuana tem sido referido como um doce eufórico (produtor de um sentimento de bem-estar) que produz uma profunda experiencia religiosa de natureza mística e transcedental. Esta experiencia religiosa é dita ser trazida pela emoção de profundo enterro, sensibilidade inconsciente para que o Um experimente a realidade elementar ou o divino e confirme os sentimentos do adorador que ele tem sido na presença de Deus e de ter assimilado alguns de Seus poderes. 

Ser elevado, contemplar a visão beatífica e se tornar "incorporado" em Deus é a procura final em extase. O padre ou místico em entusiasmo ou ecstasy aprecia a visão beatífica por entrar em comunhão com Deus e por experimentar a divinização. A experiência de extase, estata Mircea Eliade, uma das principais autoridades em religião, é um fenômeno primário eterno. Experiências pscológicas de exaltação, ele continua, são fundamentais para a condição humana e por conseguinte conhecidas por toda a humanidade arcaica. (Alguns dos sinônimos para extase são: bem-aventurança, beatitude, transporte, exaltação.)

Baudelaire, um membro do Club Des Hashichin (Clube de Hashish) fundado em Paris por volta de 1835 e escritor de Paraisos Artificiais estata o seguinte sobre hashish: Hashish é a resina não adulterada da floração dos topos da planta fêmea de maconha.

"Uma pessoa irá encontrar no hashish nada de milagroso, absolutamente nada a não ser um exagero do natural. O cérebro e organismos aonde o hashish opera irão produzir apenas o fenômeno normal peculiar à aquele indivíduo – elevado, reconhecidamente, em número e força, mas sempre fiel ao original. Um homem nunca irá escapar de seu destinado temperamento físico e moral: hashish será um espelho de suas impressões e pensamentos pessoais – um espelho que aumenta a imagem, isto é verdade, mas apenas um espelho."

Ele alerta que o usuário deve estar em sua estrutura correta de mente para usar hashish, pois assim como exagera no comportamento normal do indivíduo, assim também o hashish intensifica os sentimentos imediatos do usuário. Baudelaire descreve trs fases sucessivas que um usuário de hashish irá passar. Ele diz que o estado final é marcado por um sentimento de calma, no qual o tempo e o espaço não tem significado algum, e há um senso que o Um transcedeu a matéria. Ele diz que neste estado, um pensamento supremo final estaciona na consciência. "Eu me tornei Deus" 

Ele alerta que o usuário deve estar em sua estrutura correta de mente para usar hashish, pois assim como exagera no comportamento normal do indivíduo, assim também o hashish intensifica os sentimentos imediatos do usuário. Baudelaire descreve trs fases sucessivas que um usuário de hashish irá passar. Ele diz que o estado final é marcado por um sentimento de calma, no qual o tempo e o espaço não tem significado algum, e há um senso que o Um transcedeu a matéria. Ele diz que neste estado, um pensamento supremo final estaciona na consciência. "Eu me tornei Deus".

A realização da união do Um com Deus é necessária para entender o verdadeiro sacramento Cristão. O entendimento da relação do homem com Deus e da relação de Deus com o homem (Deus no Homem e Homem em Deus) foi um bocado prevalente no mundo antigo, particularmente entre as religiões que utilizavam marijuana como parte de suas práticas religiosas.

Disse o grande sábio Hindu, Manu. "Aquele que em sua própria alma sente a Alma Suprema em todos os seres e adquire equanimidade em relação à todos, conquista a mais elevada bem-aventurança." Reconhecer a Unidade de sí com Deus estava contida em todos os ensinamentos de Gautama Buddha. Na Liturgia de Mithra (O deus Persa da luz e verdade) o suplicante ora "permaneça comigo em minha alma; não me deixe," e "que Eu possa ser iniciado e que o Espírito Santo respire em meu interior." A comunhão se torna tão intima como passar para a identidade: "Eu sou tú e tú és Eu." Athanasius, um teólogo, estadista esclesiástico, e líder nacional Egípcio que era ligado de perto com a Igreja Copta no Egito disse, "Até mesmo nós podemos nos tornar deuses caminhando na carne," e "Deus se tornou homem assim homem pode se tornar Deus." 

A teologia ocidental (Católica e Protestante) ensina que o espírito criou a matéria mas permaneceu afastado do mesmo. No Hinduismo e outras religiões Orientais, o espírito é o interior, a matéria é o exterior; os dois são inseparáveis. Teólogos orientais tem corretamente percebido que o Deus que um adora deve possuir todos os aspectos da natureza do adorador assim como sua natureza divina. De outra forma, como pode ele criar seres cujas naturezas são inteiramente diferentes a sua própria? Qual, então, seria o significado da frase Bíblica: "Deus fez o homem á sua própria imagem"?

O fato de que a Cristandade moderna não tem senso algum de união com Deus conduziu inúmeras igrejas sem o entendimento para construir uma cultura e reino Cristão para substituir a confusão das políticas modernas. Esta falta de entendimento não existia na igreja antiga e era a maior fonte de entusiasmo para os antigos profetas. De fato, o poder da igreja antiga era manifestado através do entendimento do espírito de Deus habitando no homem, o templo de Deus. Para os antigos profetas não existia um Deus acima nem um Deus mais distante, mas um Deus dentro. "Te acalme e reconheça que Eu sou Deus" -- para os visionários e místicos de todos os tempos e lugares, este foi o primeiro e maior dos mandamentos.

Em 1 Coríntios 11:28 Cristo diz, "Deixe o homem examinar a sí mesmo, e assim deixe-o comer do pão, e beber do cálice." Porvavelmente o estudo mais relevante atualmente sobre o que pode ser considerado típica experiência de marijuana conclui que a marijuana dá insights espontâneos no ser. (Dr. Charles Tart, "On Being Stoned: A Psychological Study of Marijuana Intoxication", Science and behavior, 1971). O fato de que a Cristandade moderna não tem senso algum de união com Deus conduziu inúmeras igrejas sem o entendimento para construir uma cultura e reino Cristão para substituir a confusão das políticas modernas. Esta falta de entendimento não existia na igreja antiga e era a maior fonte de entusiasmo para os antigos profetas. De fato, o poder da igreja antiga era manifestado através do entendimento do espírito de Deus habitando no homem, o templo de Deus. Para os antigos profetas não existia um Deus acima nem um Deus mais distante, mas um Deus dentro. "Acalma-te e reconheçe que Eu sou Deus" -- para os visionários e místicos de todos os tempos e lugares, este foi o primeiro e maior dos mandamentos.

Em 1 Coríntios 11:28 Cristo diz, "Deixe o homem examinar a sí mesmo, e assim deixe-o comer do pão, e beber do cálice."

Porvavelmente o estudo mais relevante atualmente sobre o que pode ser considerado típica experiência de marijuana conclui que a marijuana dá insights espontâneos no ser. (Dr. Charles Tart, "On Being Stoned: A Psychological Study of Marijuana Intoxication", Science and behavior, 1971). 

A sacramentalidade da marijuana é declarada pelo próprio Cristo e pode ser entendida apenas quando uma pessoa partilha da divina erva natural. O fato é que as comunhões de Jesus não podem ser disputadas ou destruídas. Marijuana é o novo vinho divino e não pode ser comparado ao velho vinho, que é o alcool. Jesus rejeitou o velho vinho e glorificou o "novo vinho" no banquete de casamento de Cana.

Cana é uma derivação linguistica da atual cannabis e assim o é. (Alguns estudiosos Bíblicos – e há um certo sustento na tradição primitiva da visão – tem olhado para o milagre de Cana como um sinal da Eucaristia 

Note as referências para o novo vinho na Bíblia:

Isaías 65:8 "Eis o que diz o Senhor: Quando o novo vinho é encontrado no cacho, diz-se, Não o destruas; pois uma benção está nele; assim farei Eu pelo bem de meus servos."

Atos 2:13 "Outros escarnecendo diziam, "Estes homens estão cheios do novo vinho."

Isaías 65:8 declara que o novo vinho é encontrado no cacho e que uma benção repousa sobre ele. Quando se menciona cachos, logo associa-se aos cachos de uva. O Dicionário Webster's New Riverside, Office Edition, define marijuana: 1. Maconha 2. O cacho de flores e folhas secas da planta da maconha, esp. quando usado induz euforia.

A Enciclopédia Britânica diz o seguinte sobre maconha:

"Sementes produzindo flores de forma alongada, afiado como cachos crescendo no pistiloso, ou plantas fêmeas; pólem produzindo formas de flores com vários cachos ramificados ou portadores de pólem, em plantas macho." Aqui e no Webster's, marijuana se encaixa na descrição do novo vinho e como a história tem mostrado, uma benção está nela. Baudelaires diz o seguinte sobre os efeitos do hashish: "Esta experiência maravilhosa frequentemente ocorre como se fosse o efeito de um poder superior e invisível agindo na pessoa vindo de fora... O delicioso e único estado... não da nenhum aviso. É tão inesperado como um fantasma, uma caça intermitente da qual nós devemos extrair, se formos sábios, a certeza de uma melhor existência. Essa sutileza de pensamento, este entusiasmo dos sentidos e do espírito deve ter aparecido ao homem através das eras como a primeira benção."

No livro de Atos, os apóstolos são acusados de estarem cheios de novo vinho. Atos 2:13 foi a hora de pentecostes quando o Espírito Santo desceu sobre os apóstolos. Inúmeras emanações do Espírito são mencionadas em Atos dos Apóstolos no qual cura, profetização, e a expulsão de demônios são particularmente associados com a atividade do Espírito. Incenso (marijuana) era usado pelos anciãos para cura, profetização, e expulsão dos demônios 

Quando Cristo ascendeu aos céus na nuvem (Atos 1:9-11) ele enviou aos seus discípulos o Espírito Santo com o "presente das línguas" (Atos 2:3) e lá apareceu diante deles línguas como fogo, e repousou sobre cada um deles, e eles se encheram com o Espírito Santo e receberam o poder de profetizar ou testemunhar.

(Marijuana tem sido creditada com "facilidade de discursar" e "inspiração de poderes mentais".)

Os dois primeiros presentes do Espírito Santo são tradicionalmente ditos serem Sabedoria e Entendimento, que sem dúvida são as duas coisas mais necessárias à raça humana. Na Jamaica hoje em dia, marijuana é referida como a "erva da sabedoria" e é reputada como a planta que cresceu na sepultura do Rei Salomão, um homem conhecido por sua enorme sabedoria. Marijuana expande a consciencia e eleva a capacidade para místicas e criativas inspirações.

Em Atos 2:3 o Fogo é uma figura de linguagem do Espírito Santo. O Fogo era também um meio para se transportar um santo aos céus. 2 Reis 2:11 "Continuando o seu caminho, entretidos a conversar, eis que derrepente um carro de fogo com cavalos de fogo os separou um do outro, e Elias subiu ao céu num turbilhão."

Escritores recentes tem especulado que esta passagem faz referencia a objetos voadores. Isto porque eles olharam para esta passagem fisicamente. Esta ascenção de Elias como a ascenção de Cristo na nuvem em direção ao céu é a "saída" do mundo externo ou físico para a mais profunda realidade de todas. Isso pode ser referido como êxtase, entusiasmo, ou transporte e é um resultado do Espírito Santo. Êxtase, entusiasmo, ou transporte portanto concordam em designar um sentimento ou estado de intensa - frequentemente extrema mental e emocional – exaltidão. Entusiasmo é definido como alegria estática ou prazer; êxtase prazeroso. Alguns dos sinônismos de entusiasmo são bem-aventurança, beatitude, transporte e júbilo. O verdadeiro entusiasmo é portanto um no qual o ser é espiritualmente transportado para os céus. Não espere flutuar até o céu 

Marijuana como a história tem mostrado é o catalisador utilizado para alcançar a jornada espiritual até os céus. É por esta razão que na Índia ela era referida como Guia-Celestial, o Céu do Homem Pobre, e o Voador-Celeste. É por esta razão que o Professor Mircea Eliade, talvez a maior autoridade em história das religiões, sugeriu que Zoroasto talvez tenha induzido maconha a criar uma ponte no intervalo metafisico entre o céu e a terra.

Um dicionário define marijuana como as folhas e topos floridos que quando usados induzem euforia. Euforia é definido pelo mesmo dicionário como a maior alegria ou bem-aventurança. (Na India, marijuana era conhecida como a doadora-de-alegria ou consolo da tristeza).

Bem-aventurança é definida como o êxtase da salvação, alegria espiritual. Alguns dos sinônimos de bem-aventurança são beatitude, transporte, entusiasmo, êxtase, paraíso, céu.
Durante o mundo antigo existe menção de "vôo mágico", "ascenção ao céu", e "jornada mística". Todas estas mitológicas e folclóricas tradições tem seu ponto de partida em uma ideologia e técnica de êxtase que implica na "jornada em espírito".

Bem-aventurança é definida como o êxtase da salvação, alegria espiritual. Alguns dos sinônimos de bem-aventurança são beatitude, transporte, entusiasmo, êxtase, paraíso, céu.

Durante o mundo antigo existe menção de "vôo mágico", "ascenção ao céu", e "jornada mística". Todas estas mitológicas e folclóricas tradições tem seu ponto de partida em uma ideologia e técnica de êxtase que implica na "jornada em espírito

A peregrinação da terra para o céu não é uma jornada a algum outro lugar ou algum outro tempo, mas é uma jornada interna. O ser tem de realizar que a "morte" através da qual nós devemos passar antes que Deus possa ser visto, não mente à nossa frente no tempo. Especialmente agora que nós temos um homem de pecado conosco que deve ser morto e um novo homem livre de pecados deve nascer. Isto é atualizado no batismo e na vida sacramental na igreja. Todos vós que fôstes batizados em Cristo, vos revestistes de Cristo (Galatas 3:27). O efeito do batismo é regeneração espiritual ou renascimento, no qual um é "enCristecido", envolvendo ambos: a união com Cristo e remissão dos pecados. Em Tito 3:5 o batismo é o "banho da regeneração" acompanhando renovação pelo Espírito. Alguns dos sinônimos de regeneração são beatificação, conversão, santificação, salvação, inspiração, pão da vida, Corpo e Sangue de Cristo. Sara Benetowa do Instituto de Ciências Antropológicas em Warsaw é citada no "Livro da Grama" dizendo:

"Ao comparar a velha palavra Eslava 'Kepati' e a Russa 'Kupati' com a Cita 'cannabis' Shrader desenvolveu e justificou a suposição de Meringer de que existe uma ligação entre os banhos Cíticos e os banhos de vapor Russos."

"Em todo o Oriente ainda hoje "ir para o banho" não significa apenas efetuar um ato de purificação e curtir uma coisa prazerosa, mas também cumprir a lei divina. Vambery chama "banho" qualquer clube no qual os membros joguem xadrez, bebam café, e fumem hashishe ou tabaco 

As considerações de São Mateus acerca uso da Eucaristia ataxa ao cálice Eucarístico essas palavras: "Bebei dêle todos, porque este é o sangue da Nova Aliança, derramado por muitos para a remissão dos pecados". (Mateus 26:27). Beber do cálice sacramental por conseguinte serve como batismo (Atos 2:38) aonde Pedro disse diante deles, "Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo." Nós da Igreja Copta Etíope de Sião declaramos uma doutrina de três partes: da Erva Sagrada, da Santa Palavra, e do Santo Homem (Mulher).

Os presentes e futuros benefícios para o indíviduo comungado tem sua importância dada por Jesus, que disse, "Aquele que come da minha carne e bebe do meu sangue tem vida eterna, e eu o ressuscitarei no ultimo dia." (João 6:54) Assim nós devemos ver que a pessoa divina que é ativa na criação, na renovação, e no renascimento e ressurreição humana, é também ativa na Eucaristia. Houve uma profunda mudança na América quando o uso de marijuana começou em larga escala no final dos anos 60. Um grande número de pessoas resistiu ao alistamento, resistiu à guerra ... começaram a deixar o cabelo e a barba crescerem ... tornaram-se interessados em comida natural ... a ecologia e o meio-ambiente. O que nós realmente vimos foi o despertar da nossa geração para o início da mentalidade Cristã através do uso de marijuana. As marcas de identificação dessa mentalidade foram: Eu não quero ir à guerra, Eu realmente não quero ser parte do seu fiasco politico-militar-econômico que você chama de sociedade. 

Assim como a Indians Hemp Drug Commission três quartos de século antes, a Canadian Le Dain Commission conduziu uma investigação sobre o uso de marijuana. Na página 156 do relatório está o seguinte: "No caso da cannabis, os pontos positivos que lhe são aclamados incluem o seguinte: É um relaxante, é um desinibidor; aumenta a auto-confiança e o sentimento de criatividade (sejam justificados por resultados criativos ou não); aumenta a atenção e apreciação sensual; facilita a auto-aceitação e desse modo se faz mais fácil aceitar aos outros; desepenha uma função sacramental ao promover um senso de comunidade espiritual entre os usuários; é um prazer compartilhado; por ser ilícita e um objeto de forte desaprovação por aqueles que se opõem a mudança social, é um símbolo de protesto e um meio de fortalecer o senso de identidade dentre aqueles que são fortemente críticos em certos aspectos de nossa sociedade e estrutura de valores atuais".

Na página 144 do Relatório, marijuana é associada com a paz. "Em nossas conversas com estudantes e pessoas jovens, eles tem frequentemente contrastado os efeitos da marijuana e do alcool para descrever a primeira como uma droga da paz, uma droga que reduz tendencias de agressão enquanto sugestionam a última como produtora de comportamento agressivo e hostil. Além disso marijuana é vista como particularmente apropriada para uma geração que enfatiza a paz e é, de várias formas, anticompetitiva." 

Em um artigo de revisa por G. S. Chopra entitulado "Homem e Marijuana" na página 235 está uma seção tratando de Experimentos Humanos. Uma centena de pessoas com um hábito estabelecido de fumar marijuana fumaram. Eles descreveram os sintomas como segue:

"Eu fiz coisas hoje as quais eu normalmente não gosto de fazer mas que hoje eu gostei muito de fazer." "Nada pareceu impossível de ser feito." "Eu assumi uma atitude legal e controlada e esqueci de todas as preocupações mentais." "Eu me comportei de maneira infantil e tola." "Alivia o senso de fadiga e eleva os sentimentos de alegria." "Eu me sinto com vontade de rir." "Minha cabeça está vertiginosa." "Eu tenho vontade de comer mais." "O mundo é alegre ao meu redor." "Me sinto inclinado ao trabalho." "Eu sou um amigo de todos e não tenho inimigos no mundo."

De acordo com a Enciclopédia Britânica, na seção sobre "Catolicismo Romano":

"Para compreender o significado e uso da Eucaristia nós devemos vê-la como um ato de devoção universal, de cooperação, de associação, do contrário ela perde a maior parte de sua significância. Nem na Católica Romana e nem na Protestante a prática eucarística retem muito do simbolismo da união Cristã, a qual ela claramente tem. Originalmente, o simbolismo vinha de uma refeição comunitária, um símbolo social de comunidade aceitável entre toda a cultura humana."

Marijuana tem sido usada como sacrifício, um sacramento, um ritual fumegante (incenso), uma oferenda de boa-vontade, e como um meio de se comunicar com o espírito divino. Tem sido usada para selar tratados, amizades, acordos solenes e para legitimar alianças. Tem sido usada como uma defesa tradicional contra o mal e na purificação. Tem sido usada em adivinhações (1. A arte ou prática que anseia à prever ou profetizar eventos futuros ou descobrir conhecimento Escondido;2. insight raro, percepção intuitiva.) Tem sido usada na lembrança dos mortos e louvada por suas propriedades medicinais 

Muitos Cristão concordam que a participação na Eucaristia é suposta para elevar e aprofundar a comunhão de crentes não só em Cristo mas também um com o outro. Nós devemos então fazer a pergunta, "Que substâncias os antigos utilizavam como uma refeição comunitária para facilitar a comunhão com o Senhor?" A resposta para essa questão é marijuana. Maconha como originalmente usada em rituais religiosos, atividades do templo, e ritos tribais, envolvia grupos de adoradores ao invés do indivíduo solitário. Os efeitos psicoativos prazerosos eram então, como hoje, experiencias comunais.

Praticamente toda religião e cultura mais importante do mundo antigo utilizava marijuana como parte de suas observâncias religiosas. Marijuana era a ambrósia do mundo antigo. Era a comida, bebida, e perfume dos deuses. Era usada pelos Africanos, Egípcios, Assírios, Asiáticos, Europeus, e possivelmente os Índios das América. Seria muito sugerir que os anciões Israelitas também utilizavam marijuana?

As seguintes informações foram retiradas dos livros mais autoritativos no que concerne à história da marijuana. Eles são mencionados no final deste trabalho.