Psicodélico: Sálvia: droga milagrosa?

terça-feira, 21 de abril de 2009

Sálvia: droga milagrosa?


Muitos familiares e legisladores vêem a popular planta psicodélica Salvia divinorum como um perigo para a saúde pública. Mas a droga tem um grupo de fãs fora do comum: cientistas. Muitos investigadores consideram a planta uma potencial maravilha médica. Acreditam que estudos científicos rigorosos da sálvia podem levar a descobertas médicas importantes e a novos tratamentos para toxicodependência, depressão, câncro, e mesmo VIH (vírus da imunodeficiência humana).

Se os legisladores criminalizarem a sálvia a nível estatal ou federal (nos Estados Unidos), a proibição pode dificultar o estudo da sálvia antes do seu desenvolvimento, afirma o Dr. John Mendelson, um farmacologista. Com financiamento federal, Mendelson está a investigar o impacto da sálvia nos seres humanos, no centro de investigação médica do instituto California Pacific.

"A Salvinorina A é um composto único, diferente dos opiáceos e de outras substâncias alucinógenas”, afirma Mendelson. "Nunca vimos nada assim".

Mesmo há dez anos, os cientistas prestavam pouca atenção à sálvia. Isso mudou quando os investigadores isolaram o composto ativo da planta e descobriram que era um alucinógeno de curta duração extremamente poderoso, sem efeitos secundários conhecidos ou propriedades aditivas, afirma Mendelson.

Para além disso, a sálvia difere das outras substâncias psicoativas ao interagir com receptores específicos do cérebro que as outras drogas não afetam. Esta reação psicológica única torna a sálvia interessante para os investigadores.

Mendelson afirma que a pesquisa da sálvia poderá ajudar a desenvolver medicamentos que ativem receptores cerebrais específicos e bloqueiem a dor sem risco de dependência.

Outras propostas de investigadores médicos que procuram financiamento do instituto nacional de saúde americano (NIH) incluem o estudo da sálvia em relação à toxicodependência, ao VIH, às hepatites B e C, e à depressão.

Lê o artigo integral em Salvia.net.